Como assar um bom conteúdo de Social Media com Emanuel Takahashi

0

Urbano, carioca morando em São Paulo. Hoje é a vez de puxarmos o banquinho e conversarmos com o Emanuel Takahashi.

Emanuel é Social Media na Câmara Municipal de São Paulo e atende a vários clientes da área. Vai contar pra gente um pouco do seu universo particular de conteúdo, insights, atendimento, monitoramento, harware, design e internet. ~ufa~

Precoce, começou muito cedo na informática. “Aos 14 já ministrava aulas para grandes turmas e aos 20 já tinha a minha escola de informática com mais de 200 alunos. O forte era o hardware e o design, com ênfase em internet e diagramação de jornais e revistas!”

Seu trabalho como Social Media começou em 2004, quando chegou em São Paulo, vindo do RJ. “Na época foi muito rápido encontrar um job na área que eu amava, o design. Atuei em um estúdio que servia a canais de TV na área de design interior, fazendo vários trabalhos com CAD e implantação de comunicação interna. Em seguida os primeiros jobs foram com atuação em uma editora especializada em música, que tem grandes clientes como a sony, Grammy Latino e o Guia Show Business, a bíblia de shows do Brasil. Lá cuidávamos das redes e do relacionamento com as rádios do Brasil e exterior, para as quais eram enviados, em primeira mão, os lançamentos dos principais artistas da música no momento.”

images

Emanuel aprendeu que relacionamento/atendimento ao cliente caminham lado a lado.  “Trabalhei em uma agência de publicidade, a Doors, que pertencia a um ator da rede Globo, onde cuidávamos de alguns artistas e fazíamos trabalhos pontuais e campanhas exclusivas para marcas como Sundown, Banco BMG, Mitsubishi, dentre outras, nos quais o relacionamento e o atendimento eram a chave para a execução do bom trabalho.”

Com o crescimento da internet em nossa época, a importância do atendimento ao usuário era muito importante, por meio do relacionamento nas redes. “Consequentemente, o número de stalkers, haters e trolls nas marcas e perfis em geral também aumentou, mas todo profissional de social media precisa não só saber lidar com isso, mas também tirar proveito de uma situação que pode parecer ruim.”

18988_10207109153512725_4364456676883047131_n

Emanuel Takahashi

Recentemente um cliente, a marca Airwheel, tem recebido muita mídia espontânea por se tratar de um equipamento diferenciado de mobilidade urbana, um monociclo elétrico. Isso fez com que fosse parar em todos os canais de tv ~a assessoria de imprensa pira, hehe~. Assim, com a publicação nos portais das emissoras, notou-se uma certa rejeição ou simplesmente [ódio gratuito] pelo produto. Nos últimos dias o produto foi, por exemplo, parar nas páginas da revista Veja e a publicação na página do Facebook da revista mostrou uma chuva de comentários denegrindo a marca. “Respondemos a maioria deles e as reações seguidas foram de simpatia e calma, rs. Por isso, considero que o atendimento é muito importante. Essas respostas acabaram trazendo mais likes pra página da marca e acabaram convertendo em vendas de alguns equipamentos, o que é excelente, visto que o único investimento foi o próprio trabalho do social media no que diz respeito à ficar antenado a uma oportunidade!”

Na área de social media, com tanta competição no mercado, é importante ficar atento às oportunidades que se apresentam para realizar um bom trabalho ou preencher uma lacuna que está faltando, e foi falando exatamente sobre isso que o Emanuel finalizou essa entrevista: “Foi interessante a forma como conseguimos essa conta do Airwheel. Aliás, fiz como a maioria das contas que consegui até hoje. Identifiquei uma falha na comunicação da marca, investi um bom tempo na criação de conteúdo e estratégias para desenvolver maior acesso ao site e ao call center (inclusive com gasto próprio em ads bem segmentado). Depois é só analisar as métricas, preparar um bom relatório e ir com a cara e com a coragem até a empresa, mostrando os resultados e estudos realizados. Toda empresa quer isso: resultados. E se você mostra um caminho pra isso, é 50% de chance de que pelo menos eles vão te ouvir!”

Filé que é filé é isso: Caça, assa e serve o bom conteúdo!

Share.

About Author

Gaúcha, 23 anos. Estudante de Publicidade e Propaganda, vivo em São Paulo, mas amo o Rio de Janeiro. Comunicativa, adoro ter amigos perdidos em vários cantos do país. Viciada em redes sociais, gosto sempre de estar conectada com o mundo. Chega mais, vamos conversar ;)

Leave A Reply