O empreendedorismo por doses com o Brasileiríssimos

0

Hoje sento próximo ao balcão do bar com a galera do Brasileiríssimos. A conta que, com certeza, será dividida (porque bons amigos fazem isso) vai ser bem envolvente, com algumas doses fortes e não se preocupem, voltaremos de táxi.

– Garçom…

Dose 1: Uma boa conversa sempre é regada a uma boa música. Qual a sugestão do dia?

Thiago Pethit. O acho muito apropriado para boas conversas!

Dose 2: Há dois anos surgia o Brasileiríssimos. Como foi o desenvolvimento do projeto?

Começou como hobby. Eu queria muito dividir meu gosto musical nacional com outras pessoas. Tinha acabado de perder um ente querido, que amava muito a música brasileira. Juntei o útil ao agradável e deu nisso. Nunca achei que tomaria a proporção que tomou em pouco tempo. Mas fiquei muito feliz com o resultado. O feedback é maravilhoso.

Dose 3: Onde pretendem estar daqui a três anos?

Esperamos estar mais consolidados no mercado, atuando como uma empresa de referência no segmento de cultura nacional.

Dose 4: Novos projetos em andamento para o seu público? BFF sempre soltam  spoilers ou não.

Sim! Ainda não podemos dar spoiler, mas vai ser algo maravilhoso. Não só pra nós como idealizadores do projeto, mas pra quem vai desfrutar. Queria poder dizer mais, mas, infelizmente, o sigilo é total!

Dose 5: Quais as características que vocês mais admiram nos seus fãs?

São extremamente abertos e calorosos. Admiramos essa receptividade vinda deles. São calorosos com aquilo que já conhecem, estão acostumados, e são mais ainda quando algo novo lhes é mostrado. A gente adora isso. Sem contar que são muito comunicativos e divertidos também.

– Garçom!

– Uma porção de coxinhas, por favor.

tumblr_l9fg1gp3Ur1qbyulz

Dose 6: Qual a visão de vocês sobre a valorização do mercado empreendedor digital brasileiro, relacionado a nossa cultura musical? Que eu particularmente acho muito foda!

O mercado digital brasileiro está em ebulição de 2011 para cá, cada dia está aparecendo mais ferramentas para distribuição de conteúdo brasileiro. Focando mais na música, o cenário independente digital está como nunca se viu antes, o que é muito bom para surgimento de novas perceptivas culturais.

Dose 7: E qual o diferencial que o BR vem apresentado para esse mercado?

Além do pioneirismo, somos é um empresa jovem que fala diretamente com os jovens. Temos facilidade na comunicação.

Dose 8: Gênero musical que nunca pode faltar na playlist do BR?

Muito samba, muito rap e rock!

Dose 9: Todos temos sonhos. Todos planejamos colocar em prática o nosso projeto engavetado. Todos queremos mudar o mundo. Um poema que expresse bem isso, é?

Os Ombros Suportam o Mundo – Carlos Drummond de Andrade

Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.

Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.
Ficaste sozinho, a luz apagou-se,
mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.
És todo certeza, já não sabes sofrer.
E nada esperas de teus amigos.

Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?
Teu ombros suportam o mundo
e ele não pesa mais que a mão de uma criança.
As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios
provam apenas que a vida prossegue
e nem todos se libertaram ainda.
Alguns, achando bárbaro o espetáculo,
prefeririam (os delicados) morrer.
Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.
A vida apenas, sem mistificação.”

E pra você que teve alguns sonhos frustrados…

BR_Entrevista_Vanguart

Garçom, desce a saideira, pode fechar a conta e dividi por dois.

Share.

About Author

Leave A Reply