Te encontramos no topo – Entrevista com Rodrigo Hernandes

0

“A maior e melhor empresa do mundo se chama sua vida. Você é o único com poder de decretar falência ou sucesso.”

É com esta frase que puxo o meu banquinho e converso Rodrigo Hernandes, um cara mega empolgado, cheio dos projetos, aliás, especialista em projetos.Autor e escritor dos livros: Negociando com Sucesso e #seuminuto. Muito apaixonado por gente e negócios. Com ele que converso sobre empreendedorismo, desafios e a sua paixão por gente e negócios, claro.

Rodrigo Hernandes - Apaixonado por gente e negócios

Rodrigo Hernandes – Apaixonado por gente e negócios

  • Desafios e empreendedorismo

Rodrigo me contou que começou muito cedo nestas duas paixões, por começar pela faculdade de Comércio Exterior. Sua formação sempre foi movida a muitos desafios, administrar logística de processos, equipes e resultados e é claro, negociações entre empresas nacionais e internacionais. Nesse tempo, trabalhava com equipes que lhe instigavam a cada dia e isso era o que o “motivava” para crescer ainda mais.

Os desafios foram tantos, que desde os 22 anos já assumia cargos de gestão que demandavam muitas responsabilidades. “Sabia de minha disposição e competência para realizar negócios, mas notei a necessidade de capacitação, no que compete a relacionamento humano. Acredito que produtos, serviços e projetos de sucessos são reflexos de pessoas de sucesso. ” A partir daí começava a sua grande paixão.

Como também sou movida a desafios e em algum momento da minha vida pretendo empreender, quando entramos neste assunto, fiquei espantada:  “Mais de 80% dos nossos jovens, que tive contato, consideram empreender o fato de abrir um CNPJ.E também o é, mas empreender é muito mais do que isso. É um comportamento, uma visão de mundo.” Exato! Apenas CNPJ ou um “negócio pronto” não é empreender. Temos que buscar o problema e como solucioná-lo da melhor maneira possível, para que aí sim coloquemos em prática a nossa ideia/solução. “Empreender, para mim, é saber quem eu sou, aonde quero levar esta descoberta, assumir a responsabilidade por tal, levantar o bumbum da cadeira e realizar. Precisamos dar aos nossos jovens uma educação por competência, que promova o desenvolvimento de habilidades para agir, reagir e criar valor. ”

Mas e aí, os nossos futuros empreendedores serão essa nova geração que acha que empreender é apenas ter um CNPJ? Essa é uma dúvida que tenho há tempos, porque muita gente vem reclamando desta nova geração (que só fica no Facebook e no Whatsapp). Rodrigo acredita muito nos jovens, e ainda fala que “os jovens nascem com uma visão muito mais ampla e invertem algumas regras outrora definidas como parâmetros. Ao invés de: O que é. Como Faz. Porque faz. Eles iniciam com o “porquê? ” Isto promove a reflexão de quais motivos, qual propósito, qual sentido e implode nos jargões de hoje, conhecidos. ” Nem tudo está perdido, por mais que sejamos impacientes, imediatistas e tenhamos a falta de referências, lideranças, autonomia e foco. “Chegou a hora de as gerações passadas reconhecerem os novos tempos, somar suas expertises para dar direção aos novos, tão conectados jovens e com toda esta sede de transformação. Sou um otimista por natureza, sem correção, sou suspeito ao responder. SIM! Viveremos uma transformação em nosso mundo jamais vista e nossos jovens serão os realizadores dela. ”

  •  Ideias #teencontronotopo

Acho que já falei aqui, mas sempre quis publicar um livro. Parei o meu pela metade e acredito que um dia irei terminá-lo e publicá-lo. Como foi essa ideia de publicar, Rodrigo? “Durante uma palestra, fui abordado pela diretora de uma empresa e ouvi: Onde está escrito isso tudo que você falou?” Acho que isso bastou, não é?! O cara é um mega inspirador e pessoas precisavam ter materiais físicos sobre ele em suas mãos. Um livro, pronto.

E de onde vem as grandes ideias? “Vivemos no ontem ou imaginando um amanhã incrível.Estamos totalmente desligados do momento e do instante aqui e agora, não por coincidência, chamado de presente. É só nele que estão os verdadeiros recursos para qualquer criação. Sempre digo e parafraseio o grande Sócrates: Olhos que querem ver, vejam!“.

11043192_1610235882553008_4564586196287490396_n

E é com as grandes ideias que chegamosao topo. Mas e quando sabemos que chegamos ao ápice? Ao sucesso? Rodrigo acredita em um cara maior do que ele. “Todas, ou grande parte das religiões chamam de Deus. Falo de espiritualidade e não religiosidade. Este cara, Deus, está em tudo.” Rodrigo sabe que se de alguma forma conseguir impactar alguém (que pode estar lendo isso agora) se sentirá melhor e estará dando mais um passo rumo ao topo. “Todos os dias dou mais um passo, mas ainda existem bilhões de partes minhas por aí.”

Curtindo e aproveitando tudo o que o caminho lhe traz, Rodrigo é um ex-atleta sempre em equilíbrio de corpo, mente e espírito. Curte os sons do Michael Jackson e fala que seu maior sonho realizado é “a descoberta de que sou tudo aquilo que eu escolhi ser” e que daqui a 15 anos estará voando.

#teencontronotopo 😉

Share.

About Author

Gaúcha, 22 anos. Estudante de Publicidade e Propaganda, vivo em São Paulo, mas amo o Rio de Janeiro. Comunicativa, adoro ter amigos perdidos em vários cantos do país. Viciada em redes sociais, gosto sempre de estar conectada com o mundo. Chega mais, vamos conversar ;)

Leave A Reply