5 posts no Facebook que podem arruinar a sua carreira

0

Não é segredo para ninguém que o perfil pessoal no Facebook pode arruinar a carreira profissional de candidato a busca de uma recolocação no mercado ou até mesmo na ‘disputa’ de uma vaga para o primeiro emprego, caso os compartilhamentos e comentários sejam inoportunos.

Entretanto, devemos rever o conceito de administrar melhor a nossa rede social, pois ela tem inúmeras chances de causar grandes impactos, ou seja, muita informação desnecessária ou fotos inadequadas certamente irão impedi-lo de conquistar aquele tão sonhado emprego, conseguir aquela desejada promoção ou até mesmo uma concorrida bolsa de estudos.

Contudo, mesmo pensando que ‘todo o cuidado é pouco’, sempre nos esquecemos de checar alguns detalhes no Facebook pessoal, então vamos ressaltar cinco itens que devem sempre ser analisados e revisados para proteger a sua carreira:

1) MENOS é realmente MAIS em mídias sociais

Obviamente está é uma regra básica para quem usa tanto o Facebook quanto qualquer outra rede social, então, é importante ter bom senso no que vai escrever, “como” vai escrever e para “quem” vai escrever.
Novamente, o famoso: ‘TMI – too much information’ é um item que deve ser analisado para proteger a sua imagem e consequentemente lhe privar de qualquer circunstância na qual você pode estar sendo avaliado.

Muitas empresas tem especialista em RH digital, que em alguns casos são como se fosse “espiões” e/ou “hackers” no quesito ‘recrutamento’ e fazem toda a pesquisa necessária via internet para ajudar no processo de seleção do candidato.

Por tanto, pense duas vezes antes de postar o que vem na sua cabeça, pois mesmo você sendo sincero demais ou querer expor algum tipo de opinião, tenha certeza que ela não é ‘demasiada’ e que principalmente não ofenda diretamente ou indiretamente a ninguém.

2) Seja uma pessoa social e legal com os seus contatos adionados

O Facebook não teria sentido se ele não fizesse parte da lista de ‘redes sociais’, concorda? Pensando assim, tente ser o mais sociável possível com os seus contatos adicionados, pois se eles fazem parte da sua lista de ‘amigos’ foi por algum motivos que você os adicionou, certo? Tenha muito cuidado com “números”, e claro que eu não preciso nem falar que é de certa forma ‘tolice’ adicionar pessoas que você não tem muito contato ou nem conhece pessoalmente.

Caso você queria seguir alguém, existe uma opção chamada: Seguir (Follow), na qual te habilita a acompanhar as postagens abertas de pessoas que você admira ou gostaría de receber atualizações, mas, tenha cautela em adicionar em seu perfil pessoal muitas pessoas, tenha qualidade NÃO quantidade!

Dica: Se você tem alguma empresa, projeto, blog ou fanpage, faça sempre outro perfil com esta finalidade, e não misture as coisas. Business is Business! Ao postar qualquer informação ou compartilhar quaisquer fotos, vídeos, correntes, mensagens etc, certifique-se que não vai ofender ninguém, e principalmente confletir com os interesses da empresa ou instituição que você está concorrendo a alguma vaga.

3) Cuidado com o que você se associa

Todo mundo gosta de fazer parte de algum grupo interno no Facebook, ou às vezes é adicionado por amigos sem ao menos ter solicitado a inclusão no “clubinho”. Mas, atenção: certos grupos pode não ser bom para o seu desenvolvimento profissional.

Tire um dia para verificar todos os grupos que você foi adionado, voluntariamente ou involuntariamente, pois normalmente não recebemos a notificação de todos os posts nos grupos, então, fica praticamente impossível controlar quais deles são realmente ‘úteis’ para o nosso dia-a-dia e até que ponto os comentários dos grupos nos agregam!

Não se esqueça que os grupos aparecem no seu perfil do Facebook, e mesmo usando a função: ‘ocultar da página principal’ ainda assim o seu perfil (nome e foto) ficam visíveis na rede. Caso você tenha adicionado por algum motivo os profissionais responsáveis pela vaga que você está concorrendo, fique atento com os grupos e fanpages que você curte: ‘eu odio o meu trabalho’, ‘detesto acordar cedo’, ‘vou trabalhar bebado’ ou alguma “piada” do gênero, pois infelizmente muitas pessoas associam os grupos e páginas como a nossa personalidade.

Então, passe a peneira neste item também, e tenha certeza que o seu comentário em qualquer grupo, seja realmente conveniente perante aos olhos de terceiros.

4) Você foi marcado em alguma foto ou post? Atenção com o tag.

Você não deve ter cuidado apenas com as fotos, imagens, vídeos e demais compartilhamento que posta por si, e sim, deve ter também atenção com as publicações de pessoas que te marcam por aí. O famoso ‘tag’ infelizmente tem as suas desvantagens, embora no Facebook tenha a opção para você desativar a marcação por outra pessoa, ou até mesmo analisar antes mesmo de parecer na sua feedline, o post no qual você foi marcado aparece normalmente no facebook do autor que postou, então, mesmo assim o seu nome poderá ficar vinculado à alguma publicação que não te agrade, ou simplesmente não é
adequado entre os seus amigos, familiares e principalmente no mundo empresarial.

Dica: Caso aceite alguma marcação (tag) que você tenha certeza que não está difamando a sua imagem ou da empresa (segmento) que está concorrendo à vaga, tente ocultá-­la da sua página, não é necessário deletar, e sim apenas mantê­-la entre amigos e não publica.

Mantenha o seu ‘feedline’ sempre o mais limpo possível, ou seja, se você compartilhou algum post que não teve “ibope”: retorno com likes, comentários ou compartilhamento de terceiros, tente apagar ou ocultar da sua linha do tempo.

5) Divulgação excessiva do seu tempo disponível online

Honestamente, nem que é um “Nômade Digital” ou profissional da área de TI como um todo, fica tanto tempo online no Facebook. Embora muitos profissionais da área de ‘mídias sociais’ precisam trabalhar por horas em ‘online marketing’, outras ferramentas que o ‘Facebook Business’ oferece ou até mesmo fanpages co­relacionadas ao acesso do perfil pessoal, não é lucrativo expor a quantidade de horas que você dispõe em frente ao Facebook.

No geral, preste atenção na quantidade de posts que você compartilha por dia, quantas comunidades e fanpages você vai comentar e principalmente se estiver jogando algum jogo online (games) através de aplicativos (app), cuidado para não selecionar o tempo a opção: convidar amigos, que além de ser muito inconveniente, pode aparentar que você está totalmente desocupado, e no mundo digital é muito mais válido notar a ausência de uma pessoa no Facebook, que a sua disponibilidade total no ar.

Dica: O Facebook é uma ferramenta ótima, que disponibiliza 1001 utilidades, mas, muito cuidado com a dependência total deste portal, pois ela é um ciclo que vicia, portanto, tente administrar o seu tempo revezando as redes sociais com outros meios de comunicação, em especial, plataformas que ofereçam cursos ‘e­learning’ e palestras gratuitamente, pois ocupar o tempo com coisas que agregam o seu currículo é muito mais válido na hora de fisgar aquela tal oportunidade.

E por último vale a pena lembrar, tenha o Facebook como se fosse um diário no qual o seus país poderiam ler a qualquer momento. Logo, tente filtrar tudo que esteja “extra” interligado com o seu nome. Aproveite a oportunidade para explorar outras plataformas que vão mais valiosas na hora de procurar um emprego e faça o seu ‘marketing pessoal’ e aumente o seu ‘networking’ com informações que vendam você e a sua imagem de maneira pertinente.

Good Luck facebook lovers!

Por: Daniela Bernardes Loyola O’Connor

***

Daniela é formada, pós-graduada na Administração Hoteleira, tem Mestrado em Gestão de Serviços, é blogger, especialista em Social Media e HR Digital na Europa e Brasil.

Share.

About Author

Formada e pós-graduada na Administração Hoteleira, tem Mestrado em Gestão de Serviços, é blogger, especialista em Social Media e HR Digital na Europa e Brasil.

Leave A Reply