É preciso trabalhar junto nesse mundão de Deus.

0

Lembre-se, mesmo o cara lá de cima sendo onipotente, onisciente e onipresente ele demorou sete dias pra criar esse mundão todo. Dentro da agência é comum você não ter sequer sete horas, somos mortais e, como tal, precisamos nos unir. Agora, se você acha isso uma chatice sem tamanho, olhe no espelho e larga de ser chato você.

Nunca o valor da equipe esteve tão em alta: só perde para o dólar, claro. E isso não é uma tendência, está acontecendo, e é melhor você correr pra pegar esse trem bala. Temos cada vez menos pessoas geniais, percebeu? E mais, e mais grupos de pessoas que fazem, constroem ou mudam as coisas de formas geniais. Lembre-se, as sete maravilhas, não foram erguidas somente por um indivíduo.

O que acontece é que tendemos a dar maior valor, erroneamente, a uma uma só pessoa. A dona de todos os créditos. O genialidade em pessoa. O faz e acontece da história. O primeiro da ficha. Parem. Ser independente é sim uma virtude. Contudo, acreditar que pode seguir sozinho é burrice. Não estou negando que exista pessoas incríveis, só vamos começar a tirar esse filtro e enxergar a coisa ela é: ninguém faz nada sozinho.

O Prêmio Nobel, que reconhece os maiores avanços culturais e/ou científicos da humanidade, por exemplo, no ano passado foi entregue para duplas, trios e até grupos. Um resultado que talvez, não fosse atingido se essas mulheres e homens não trabalhassem juntos para tentar entender as coisas desse mundão.

Dentro de agências mesmo é comum o trabalho ser dividido em duplas: Redator e Diretor de Arte. Mas, os grandes trabalhos, os relevantes e que mudam as regras do jogo, na grande maioria das vezes são fruto de uma equipe inteira dentro e fora da baia. Precisamos mudar o mindset, ser mais humanos, admitir nossos erros e, principalmente, valorizar o trabalho do coleguinha. Enfim, deixar de acreditar que somos os deuses desse mundão de Deus.

Share.

About Author

Redator publicitário, 25 anos. Viciado em tentar ser engraçado e patinador de final de semana. Amante de bons filmes e bons livros. Daquele tipo de pessoa que fala mais que a boca e escreve quando não dá para fazer o anterior.

Leave A Reply